Roma: Fundação e Monarquia

A primeira tentativa que houve na humanidade de se difundir uma só cultura e unir diversos povos em uma só nação ocorreu durante o império de Alexandre, o Grande. Mas esta tentativa falhou pouco tempo após a morte do seu criador.

Então os romanos surgiram e aos poucos iniciaram sua expansão. No início Roma era uma cidade-estado. Mas depois, em 230 anos, ocorreu a sua expansão por toda a Itália. Vejam bem: Roma era uma cidade apenas, que conseguiu dominar toda a península itálica. Após esse feito, seu domínio foi se alastrando por um vasto território.

No início, as formas de governo em Roma foram: Monarquia e República. Falaremos da fundação de Roma e da Monarquia neste artigo.

 

 

 

 

“Terra boa”

A cidade de Roma ficava no centro da península itálica (nesta época não havia o país Itália, então ao se referir a Itália, nos referimos como a península). A cidade era rodeada de terras férteis e banhada pelo rio Tibre.

Além disso Roma era uma cidade bem protegida. Se situava em um terreno montanhoso e era rodeada por 7 colinas. A sua localização e estas características do terreno favoreciam a defesa da cidade. Enquanto muitos povos tinham que ralar por aí, os romanos tinham terra boa e protegida.

Com relação a península, embora muita gente já morasse nela, a partir do segundo milênio a.C. (de 2000 a.C. até 1000 a.C.), foi que chegaram: italiotas, sabinos, ilírios e etruscos. Também haviam os gregos, que se situavam no Sul da península.

No mapa abaixo podemos conferir a distribuição desses povos em toda a península e a descrição de cada um deles: 

Povos da península itálica

Povos da península itálica

Os povos dos Samnitas, Sabinos, Sículos, Cálabros etc. todos citados, submetidos e incorporados por Roma, não possuíam a escrita. Infelizmente, as poucas evidências arqueológicas que restaram, e que escaparam à obliteração romana, não trazem maiores informações. São considerados, tais como os latinos, povos aborígenes da península itálica.

Fonte: Wikipedia.

Os etruscos eram um aglomerado de povos que viveram na península Itálica na região mais ou menos equivalente à atual Toscana. Desconhece-se ao certo quando os etruscos se instalaram aí, mas foi provavelmente entre os anos 1200 a.C. e 700 a.C.. Nos tempos antigos, o historiador Heródoto acreditava que os etruscos eram originários da Ásia Menor, mas outros escritores posteriores consideram-nos itálicos. A sua língua, que utilizava um alfabeto semelhante ao grego, era diferente de todas as outras e ainda não foi decifrada. A religião era diferente tanto da grega como da romana.

Fonte: Wikipedia.

Os gregos são uma nação e um grupo étnico que tem habitado a Grécia desde o século XVII a.C. e que fundaram colônias ao longo da costa de todo o Mar Mediterrâneo.

Começaram a colonização ao sul da Península Itálica entre os séculos VIII a.C. e VI a.C.. Região que ficou conhecida como Magna Grécia

Fonte: Wikipedia.

 

 

 

 

A origem de Roma

As histórias sobre a origem de Roma não são muito precisas. O grande problema é que as informações estão baseadas em lendas ou relatos de literatura e muitos destes são bem posteriores (por exemplo: Tito Lívio escreve sobre a fundação da cidade 700 anos depois).

As lendas também procuram ajustar a cultura e os princípios da sociedade romana a um contexto histórico.

image (1)

Os gêmeos Rômulo e Remo sendo amamentados

A lenda principal diz que os irmãos gêmeos Rômulo e Remo foram os responsáveis por fundar Roma em 753 a.C. (a lenda diz também que eles foram encontrados no rio Tibre por uma loba que os amamentou. E também um pica-pau os protegeu). Ambos fundaram a cidade e depois começaram a disputar o poder. Então Rômulo matou seu irmão e se tornou o rei.

De acordo com as pesquisas históricas e arqueológicas, já sabemos que Roma existe há muito mais tempo, bem antes dos gêmeos brigões. O difícil é precisar exatamente a data em que a cidade foi fundada. Sabe-se que foi no final do segundo milênio a.C. Grupos latinos e sabinos (italiotas) teriam sido os fundadores da cidade (vide mapa).

 

 

 

 

Monarquia

Segundo as lendas, sete reis governaram a cidade. Os quatro primeiros eram latinos e sabinos. E os 3 últimos, etruscos. Roma teria sido submetida sob o domínio etrusco até o final do período monárquico.

O rei possuía plenos poderes. Ou seja, pode-se dizer que era “o cara”. Acumulava as funções de juiz supremos e chefe religioso e militar. O único órgão que limitava sua autoridade era o Senado. Também haviam as assembleias.

Reis latinos e sabinos:

Reis de origem etrusca:

Em 509 a.C. foi o final do período monárquico. Tarquínio foi deposto e expulso da cidade e instaurou-se a República.

Divisão social


Os patrícios eram descendentes dos fundadores de Roma. E por isso se achavam no direito de dominar e submeter todo o restante da população. Eram donos das principais terras e reservavam para si as tarefas do governo. Nesta época, só eles que tinham direitos políticos também.
Os clientes eram parentes mais pobres dos patrícios. Trabalhavam para eles em troca de proteção. Imagine que você fosse um patrício. Estes seriam aqueles primos pobres e distantes dos patrícios.
Os plebeus descendiam dos primeiros povos que haviam na península itálica. Trabalhavam com comércio ou artesanato. Eram livres, mas não tinham direitos políticos, não podiam participar do governo da cidade e caso algum deles se apaixonasse por uma moça patrícia, ia se decepcionar: seriam impedidos de se casar.
E os escravos em sua maioria eram os devedores. Com as guerras posteriores de conquista, o aprisionamento dos vencidos fez com que os escravos aumentassem de número. Depois de um tempo, chegaram até mesmo a constituir a maior parte da população.

 

 

 

 

Para saber mais

Resumo deste artigo

Resumo do artigo

Game Para Fixar o Conteúdo

 

 

Fontes complementares

 

 

 

Referências

  • Divalte, História – Novo Ensino Médio.
  • The History of Ancient Rome: Notre Dame Open Course

Artigos Relacionados

Ilustrações de personagens (Tiradentes, César, Napoleão e Cabral): Copyright © 2015 História Fácil (http://www.historiafacil.com.br). Todos os direitos reservados. Vide termos de utilização deste site (clique aqui).

Autor: Diego Queres

Copartilhe Este Artigo No