Terra a vista: A história do descobrimento do Brasil

O descobrimento do Brasil é consequência do grande período histórico das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos que aconteceram nos séculos XV e XVI. Durante este período, Portugal e Espanha eram os países mais poderosos da Europa e, por isso, lançaram-se à busca de novas terras e novos caminhos à Índia (lugar onde compravam especiarias para revender na Europa com alta-lucro).

Para aguçar mais as expectativas portuguesas e espanholas, Cristóvão Colombo chegava no Golfo do México em outubro de 1492, declarando o descobrimento da América.

Portugal e Espanha desenvolviam as navegações, consolidavam seu poder, e logo foi ficando claro que a expansão marítima e o colonialismo seria a principal via para séculos de prosperidade e riqueza destas nações.

 

 

O tratado de Tordesilhas

Em 1493, foi proposta a divisão de territórios pela Bula Papal Inter cætera. Seguindo este tratado, Portugal ficaria com todas as terras descobertas a até 100 léguas a oeste das Ilhas de Cabo Verde, ou seja, a Costa da África e uma pequena porção de terras no Nordeste do Brasil. O restante seria da Espanha.

Estes termos desagradaram a Portugal e para evitar guerra por territórios, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Tordesillas em 1494, que dividia o novo continente descoberto por Cristóvão Colombo em 2. A linha de demarcação foi o meridiano declarado à 370 léguas à oeste de Cabo Verde.

 

Esta linha ficava entre as recentes descobertas lusitanas (Ilha de Santo Antão) e espanholas (Ilhas das Caraíbas). Isto deixava claro que as terras à leste desta linha pertenciam à Portugal, e as terras a oeste pertenciam a Espanha.

 

 

O descobrimento

Diz-se que o Brasil foi descoberto, apesar da existência de grandes colônias indígenas que aqui viviam há muito tempo já.

O rei Dom Manuel empreendeu a expedição de Cabral com o principal objetivo de consolidar o sucesso da expedição anterior (de Vasco da Gama). Cabral contou com uma frota maior para isso, a maior já constituída até então.

Tendo partido a esquadra de Cabral, dia 9 de Março de 1500, Cabral se afastou em direção ao Ocidente sob o pretexto de evitar um trecho de “calmarias” (zonas com ausência de ventos). E vieram parar no Brasil, depois de 44 dias de viagem.

Na manhã do dia 22 de Abril de 1500, a expedição portuguesa liderada por Pedro Álvarez Cabral diz a famosa frase “Terra à Vista!” ao avistarem um monte (que pouco depois foi batizado de Monte Pascal) no sul da atual Bahia. E no dia 26 de abril foi celebrada a primeira missa em solo brasileiro decretando a posse da terra à Pedro Alvarez Cabral em nome do rei de Portugal, D. Manuel I.

Como acreditavam que o territória seria uma ilha, batizaram-na de Ilha de Vera Cruz. Porém, após confirmação de que a ilha teria dimensões continentais, passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. O país só começou a ser chamado de Brasil após 1511, consequência da descoberta do pau-brasil, o qual tem uma pigmentação vermelha muito apreciada na época.

 

 

Expedições Exploratórias

Em 1501 foi enviada a primeira grande expedição ao Brasil que encontrou como recurso apenas o pau-brasil. Líderada por Gaspar de Lemos, essa expedição também foi responsável por alguns levantamentos e mapeamento de acidentes geográficos da costa Brasileira.

Ao longo das expedições, os portugueses costumavam batizar a geografia de acordo com o calendário cristão, por exemplo: em 1 de novembro (dia de todos os santos) chegaram à Baía de Todos os Santos, em 6 de janeiro (dia dos reis) em Angra dos Reis.

A extração de pau-brasil foi a primeira fonte de interesse dos portugueses, que praticavam o escambo com os índios: davam bugigangas (como espelhos, apitos e etc) em troca do trabalho de corte e carregamento das madeiras até as caravelas.

Índios trabalhando na extração de pau-brasil.

Índios trabalhando na extração de pau-brasil.

 

Apesar disso, Portugal apenas começou a verdadeira colonização à partir de 1530, como forma de proteger a terra de nações que foram excluídas do Tratado de Tordesillas. Os países que representavam maior ameça com seus piratas e colônias ilegais eram: Holanda, França e Inglaterra. Como aposta de investimento, os portugueses começaram o cultivo de cana-de-açúcar, esperando fazer grandes fortunas com a venda de açúcar na Europa.

 

Ilustração de Cabral © 2015 História Fácil (http://www.historiafacil.com.br). Todos os direitos reservados.

Você sabia?

Cabral não foi o primeiro a pisar no Brasil. Antes de Cabral, podemos numerar vários navegadores que haviam passado ou pisado nestas terras: Duarte Pacheco Pereira (português), Pizón (espanhol), Jean Cousin (normando), João Coelho da Porta e Cruz (português), dentre outros.

 

Um forte indicativo de que Portugal sabia da existência destas novas terras, foi a recusa da Bula Papal e a posterior aceitação do Tratado de Tordesilhas. A expedição de João Coelho Porta teria sido empreendida somente para confirmar as descobertas de Colombo e levantar informações sobre as novas terras.

 

 

 

 

Multimídia

Vídeo deste artigo (clique aqui)

 

 


 


Jogo 1500: O caminho para o descobrimento do Brasil

Jogo 1500: O caminho para o descobrimento do Brasil.

Jogo 1500: O caminho para o descobrimento do Brasil Entenda neste especial desenvolvido pela historiadora Mary del Priori a história por trás do ”descobrimento” do Brasil.

Sua missão é refazer as viagens dos grandes navegadores até encontrar o Brasil.

Faça os testes, acumule moedas e descubra o quanto você conhece sobre a História do Brasil.

 

Leitura complementar

A CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA
 

 

Créditos

Autora: Bruna Prospero.
Revisão: Diego Queres.

Artigos Relacionados

Ilustrações de personagens (Tiradentes, César, Napoleão e Cabral): Copyright © 2015 História Fácil (http://www.historiafacil.com.br). Todos os direitos reservados. Vide termos de utilização deste site (clique aqui).

Autor: Bruna Prospero

Graduada em Desenho Industrial com extensão em Antropologia, Cultura e Inovação e Pesquisa. Atualmente está cursando mestrado em Criação na França.

Copartilhe Este Artigo No