A Origem dos Jogos Olímpicos

Conheça um pouco sobre a origem dos Jogos Olímpicos

O Rio de Janeiro já está pronto para sediar a 28ª edição dos Jogos Olímpicos da era moderna. Agosto de 2016 será um mês importante para a história brasileira. Esta é a primeira vez que o evento é realizado na América do Sul. E todo esse alvoroço em torno dessas competições reflete parte do amplo legado cultural que a Grécia deixou.

Vamos aproveitar a chegada das Olimpíadas para falar um pouco da origem desses jogos. Entre 4 mil e 2,5 mil anos a.C., algumas sociedades antigas, na região da Mesopotâmia (onde fica hoje o Oriente Médio), Índia e China, já conheciam diversos aspectos da música, literatura e diversos tipos de arte.

Mas, foram os gregos que apresentaram a possibilidade de se movimentar como forma de desenvolver habilidades físicas sem ser simplesmente algo involuntário, como caçar. O teatro, e os esportes, então, foram apenas algumas das criações dessa civilização.

 

Culto ao belo marca cultura grega

A beleza era uma questão importante para os gregos. Assim como a mente e o intelecto, o corpo e a forma física também deveriam ser trabalhados, de acordo com a filosofia grega.

Durante a juventude, essa importância é ainda maior. E aí que o esporte entra também. Porque o corpo jovem ainda consegue ter mais força e desempenho para diversos tipos de competições, seja atletismo ou qualquer outro.

 

Por que Olimpíadas?

O nome se dá devido à cidade sede do evento, chamada Olímpia. E também porque Olimpo era considerado a morada dos deuses. Assim, o festival olímpico era uma grande homenagem ao deus supremo da mitologia grega, Zeus.

Atleta sendo condecorado com fita de lã no pescoço

Atleta sendo condecorado com fita de lã no pescoço

 

E esse evento estava incluso nos quatro grandes festivais pan-helênicos de ordem religiosa da Grécia Antiga, juntamente com o Pítico, Ístmico e Nemeu. No início, era algo apenas local, mas acabou, a partir do século VIII a.C., atraindo gente de todas as 160 cidades-estados ou polis gregas, como eram chamadas.

 

Quando começaram as Olimpíadas?

Acredita-se que esses jogos tenham sido iniciados em torno de 2,5 mil anos a.C. Mas a data certa é uma incógnita. A fundação do festival, no entanto, costuma ser contada a partir de 776 a.C. Foi nesse ano que os vencedores passaram a ser registrados.

raioChuva torrencial marca o início.

Essas primeiras Olimpíadas confirmadas foram marcadas por uma chuva torrencial. Nesse dia, houve apenas uma competição, que foi uma corrida ao redor do estádio.

Assim, o primogênito a receber o título de campeão olímpico foi o cozinheiro atleta Coroebus de Elis. Pelo menos, é o que se sabe até o momento.

 

Eventos esportivos eram sinônimo de feriado

Uma das características dos povos antigos da Grécia é que eles não tinham dia de lazer. Sábado e domingo não tinham nenhum significado especial para eles, como é hoje.

As únicas datas em que eles descansavam eram os cerca de 50 feriados religiosos ou quando realizam as Olimpíadas ou Festival Olímpico, como costumavam chamar. E, por mais incrível que pareça, essa era também uma festa ligada à devoção aos deuses.

 

Olimpíadas uniam as polis

Outra questão crucial para entender a Grécia Antiga é a falta de unidade política entre suas cidades-estados. Embora todos falassem a mesma língua e compartilhassem uma cultura única, cada polis contava com governos soberanos.

Mesmo com todas as divergências entre elas, o festival olímpico era uma ótima oportunidade de reunir os gregos da região do Peloponeso. Assim, a cada quatro anos, durante o verão, Olímpia virava a casa de todos por alguns instantes. Com isso, percebem-se os primórdios do tal espírito esportivo, em que todos convivem em harmonia.

 

Quais modalidades faziam parte dos Jogos Olímpicos?

O que chamamos hoje de atletismo eram a única modalidade olímpica no início. E, até 724 a.C., a competição era constituída apenas de uma corrida de aproximadamente 192 metros.

Corrida é o único esporte disputado até 724 a.C.

Corrida é o único esporte disputado até 724 a.C.

 

Depois disso, outras modalidades foram sendo acrescentadas, como é o caso de algo semelhante aos 400 metros rasos. Após 16 anos, o pentatlo foi incluso, contendo, além da corrida, o salto a distância, luta livre, lançamento de disco e de dardo. O pancrácio, que é um tipo de luta, também passou a ser competido.

 

Somente homens competiam e sem roupa

O início dos jogos era bem diferente do que se vê hoje. As mulheres, por exemplo, não podiam nem participar nem assistir aos jogos. Somente os homens eram aceitos, por serem cidadãos livres. Para impedir que elas entrassem disfarçadas, os competidores ficavam completamente nus durante as provas.

E foi assim até o ano de 472 a.C. Outra característica das Olimpíadas da antiguidade é que todas as competições eram feitas em um dia só.

massage happy cartoonVitória dava privilégios ao campeão.

Quem ganhava as competições era tratado com herói na sua cidade natal. Além de ser acolhidos com festa e virarem celebridades, poderiam receber comida de graça até o fim da sua vida. Ou então ter um lugar reservado na primeira fileira dos teatros.

E, no lugar das atuais medalhas, eles ganhavam uma coroa de oliveira e palma.

 

Por que os Jogos Olímpicos foram interrompidos na Antiguidade?

O ambiente de união entre as cidades começou a ruir com a maior rivalidade que surgiu no século V a.C. A chamada Guerra do Peloponeso, que opôs Esparta e Atenas, foi apenas uma das motivações.

Mesmo depois, sob o domínio macedônio, as Olimpíadas continuaram acontecendo. Mas, quando o Império Romano começou a se expandir, e a cultura grega antiga a se enfraquecer, os jogos também acabaram.

Essa foi uma decisão do imperador Teodósio, no ano de 393 d.C. Ele alegou que os jogos incentivavam práticas pagãs. Assim, durante mais de 1500 anos, não aconteceram mais Olimpíadas.

 

Como foi o retorno das Olimpíadas?

Os Jogos Olímpicos da era moderna tiveram início em 1896. Depois de algumas tentativas para impulsionar esse retorno após a Revolução Francesa, entre 1796 e 1798, Londres consegue retomar um tipo mais amador de Festival Olímpico em Liverpool, que aconteceu anualmente entre 1862 e 1867.

Mas as características mundiais e oficiais das Olimpíadas só tiveram lugar em 1896, quando a cidade de Atenas sediou as primeiras competições dessa nova leva. Desde então, esse evento é um dos maiores do mundo, atraindo a atenção de milhões (ou até bilhões) de espectadores.

A história das Olimpíadas a partir da sua retomada tem diversos pontos interessantes, mas o que mais marca o evento são seus valores. O espírito de amizade, companheirismo, jogo limpo e entendimento mútuo estão presentes em todos os momentos.

 

 

Curiosidades sobre as Olimpíadas da Era Moderna:

  • Três edições dos Jogos Olímpicos foram canceladas por causa das guerras. Em 1916, pleno período da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha deveria sediar, mas o evento acabou não acontecendo. E, durante a Segunda Guerra Mundial, não houve competições nos anos de 1940 e 1944.
  • Muitos afirmam que o lema grego “citius, altius e fortius” ou “mais rápido, mais alto e mais forte”, que representa o atletismo, teria sido criado em 1896 por um padre. No entanto, desde 776 a.C., os soldados gregos já usavam esse mote.
  • De acordo com a contagem oficial, a edição do Rio de Janeiro é a de número 28. Mas houve uma versão extra, organizada pela Grécia no ano de 1906, o que faz com as de 2016 talvez sejam as 29ª Olimpíadas.

 

 

Fontes

http://www.suapesquisa.com/olimpiadas/

https://www.youtube.com/watch?v=xa10pWiWk8g

 

 

Para saber mais

Vídeo deste artigo (clique aqui)

Artigos Relacionados

Ilustrações de personagens (Tiradentes, César, Napoleão e Cabral): Copyright © 2015 História Fácil (http://www.historiafacil.com.br). Todos os direitos reservados. Vide termos de utilização deste site (clique aqui).

Autor: Ariane Rodrigues Annunciação

Jornalista graduada (2011) com Licenciatura em História pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) (2016). Seis anos de experiência com redação de textos jornalísticos para revistas, jornais, blogs e sites, especialmente de assuntos como política, educação, esporte e cultura oriental.

Copartilhe Este Artigo No