Linha do Tempo

Era Vargas

Conteúdo em texto para trabalhos escolares

Cronologia dos governos de Getúlio Vargas com os principais acontecimentos: Golpe, Estado Novo, Eleição de 1950 e suicídio.

Início Fim Evento
janeiro/1930 Revolução de 1930: Eclode a revolução de 30. Um grupo de militares exige a renúncia do presidente Washington Luís.

Getúlio assume o Governo Provisório depois de ter disputado e perdido a eleição para o paulista Júlio Prestes.

janeiro/1931 Lei de Sindicalização: É promulgada, em março, a Lei de Sindicalização, subordinando sindicatos ao Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, recém criado.
janeiro/1932 Criação do Código Eleitoral: Promulgação do Código Eleitoral que cria a Justiça Eleitoral e institui o voto secreto e o voto feminino.

Em 9 de julho, eclode a Revolução Constitucionalista em São Paulo, que é derrotada pelo Governo Provisório em outubro.

janeiro/1933 Assembléia Nacional Constituinte: Em março, realizam-se eleições e, no dia 15 de novembro, instala-se a Assembléia Nacional Constituinte.
julho/1934 Nova Constituição: Em julho, a Assembléia Nacional Constituinte promulga uma nova Constituição e elege Getúlio presidente da República.
janeiro/1935 Intentona Comunista: Grupos ligados à Aliança Nacional Libertadora (ANL) promovem revoltas em quartéis de Natal, Recife e Rio de Janeiro, num episódio que ficaria conhecido como Intentona Comunista.
novembro/1937 Estado Novo: Instauração da Ditadura do Estado Novo.

Uma nova Constituição é outorgada no Brasil. O Congresso é fechado e os partidos políticos extintos.

maio/1938 Levante Integralista: Integralistas atacam o Palácio Guanabara onde se encontravam o presidente e sua família.
janeiro/1939 Criação do DIP: Criado o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) com o objetivo de difundir a ideologia do Estado Novo junto às camadas populares.

Tem início a Segunda Guerra Mundial.

janeiro/1940 Salário Mínimo: No Dia do Trabalho, a lei do salário mínimo, de 1939, entra em vigor.
janeiro/1942 Brasil entra na Segunda Guerra: O Brasil declara guerra ao Eixo, completando seu alinhamento aos Estados Unidos.
janeiro/1943 Criada a CLT: No dia do Trabalho, é anunciada a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT).
janeiro/1945 Fim do Estado Novo: Criação do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Em 29 de outubro, Vargas é deposto pelo Alto Comando do Exército. O general Eurico Gaspar Dutra é eleito presidente e Vargas, deputado e senador pelo Rio Grande do Sul e São Paulo.

janeiro/1946 Posse de Dutra: Dutra toma posse em janeiro.

Em setembro, a Assembléia Nacional Constituinte promulga a nova Constituição.

janeiro/1950 Vargas eleito: Candidato pelo PTB, Vargas é eleito em outubro presidente da República.

Algo, que foi marca da campanha de Vargas em 1950, foi o seu jingle de campanha, que era uma marchinha de carnaval e chamava-se “Retrato do Velho”: “Bota o retrato do velho outra vez Bota no mesmo lugar Bota o retrato do velho outra vez Bota no mesmo lugar O sorriso do velhinho faz a gente trabalhar… “

janeiro/1951 Rumo à industrialização: Getúlio toma posse e privilegia medidas que considera necessárias para a industrialização do país.
junho/1952 Criação do BNDE: Vargas inaugura o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE) e estatiza a geração de energia elétrica, decidido a lutar pelos interesses nacionais.
janeiro/1953 Aumento do salário mínimo e Petrobrás: João Goulart (PTB), ministro do Trabalho, propõe aumento de 100% do salário mínimo.

É criada a Petrobrás e instituído o monopólio estatal na produção do petróleo.

Essas medidas provocam a oposição de conservadores liderados pela UDN.

agosto/1954 Atentado contra Carlos Lacerda: Atentado contra Carlos Lacerda (UDN) no dia 5 de agosto resulta na morte do major-aviador Rubem Vaz e desata a mais grave crise político-militar do governo Vargas.
agosto/1954 Suício de Getúlio Vargas: Durante reunião ministerial no Palácio do Catete, Getúlio foi pressionado a renunciar, mas escolheu a via da licença temporária do cargo.

Os militares descartaram a licença e insistiram com a renúncia.

Horas depois o presidente suicidou-se. Tinha 71 anos.

Autor: Diego Queres

Copartilhe Este Artigo No