Resumo

Independência do Brasil



Resumo somente em texto


Antecedentes

  • Vinda da Família Real para o Brasil em 1808: fuga de Portugal com a invasão de Napoleão
  • Brasil deixa de ser colônia em 1815: Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
  • Revolução do Porto de 1820: caráter liberal, desejo de limitar os poderes do rei ausente
  • D. João planeja mandar D. Pedro pra Portugal para supervisionar o processo de criação de uma nova Constituição
  • 07 de março de 1821: D. João volta a Portugal, D. Pedro se torna príncipe regente

Regência de D. Pedro

  • Surgimento do Partido Brasileiro
  • Dia do Fico: 09/01/1822, D. Pedro declara fidelidade aos brasileiros
  • Demissão do conselho de ministros portugueses e formação de novo conselho, apenas com brasileiros
  • Cumpra-se: qualquer ordem vinda de Portugal só seria cumprida se o príncipe regente a aprovasse
  • Ministros declaram D. Pedro “defensor perpétuo do Brasil”

Assembleia Constituinte

  • Junho de 1822: D. Pedro convoca assembleia para criar nova constituição
  • Conflito de interesses de Portugal e do Brasil
  • Agosto de 1822: Portugal exige a volta de D. Pedro

A independência

  • Ainda em abril de 1821, D. João aconselha D. Pedro: “Pedro, se o Brasil se separar, antes seja para ti, que me hás de respeitar, que para alguns desses aventureiros”
  • Com a chegada da ordem de retorno a Portugal, José Bonifácio aconselha D. Pedro, através de uma carta, a declarar o Brasil independente
  • li>

Conclusão

  • Revolução Liberal do Porto: D. João volta para Portugal e D. Pedro fica no Brasil como príncipe regente
  • Cumpra-se e ordem de D. Pedro voltar a Portugal
  • Proclamação da independência “antes que algum aventureiro o fizesse”
  • Movimento sem participação popular
  • Poder continua nas mãos de D. Pedro, agora como Imperador

Autor: Letícia Magalhães Pereira

Letícia Magalhães é historiadora e pós-graduada na área de Comunicação e Marketing em Mídias Digitais. Trabalha com crítica cinematográfica e como freelancer.

Copartilhe Este Artigo No