Resumo

O golpe de 64



Resumo somente em texto


Antecedentes

  • Articulação de golpe em 1954, impedido pelo suicídio de Getúlio Vargas
  • Tentativa de impedir a posse de Juscelino Kubitschek em 1956
  • 31/01/1961: Jânio Quadros (PTN) assume a presidência
  • Promessa de combate à corrupção, afastamento dos Estados Unidos, aproximação da União Soviética, condecoração de Che Guevara
  • 25/08/1961: Jânio Quadros renuncia
  • Ministros militares tentam impedir a posse do vice-presidente João Goulart, ou Jango (PTB)
  • Setembro de 1961: Brasil adota o regime parlamentarista, e os poderes do presidente são reduzidos

Governo Jango

  • Objetivo de controlar a inflação (fracasso do Plano Trienal)
  • Reformas de base: reforma bancária, eleitoral, educacional e agrária
  • Medo das elites de perderem seus privilégios e da diminuição da desigualdade social
  • Pressão norte-americana

Fatores que contribuíram para o golpe militar

  • Criação da Escola Superior de Guerra em 1940, politização cada vez maior dos militares.
  • Guerra Fria: temor americano de perder a influência sobre o Brasil - medo de que a Revolução Cubana se repetisse.
  • Medidas populistas e descontentamento de parte da população

Oposição a Jango se fortalece

  • Plebiscito decide pela volta do regime presidencialista em 1963
  • 13/03/1964: comício da Central do Brasil, Jango pede apoio à população para implementar reformas de base, com destaque para reforma agrária, nacionalização de refinarias estrangeiras e criação de nova Constituição
  • 19/03/1964: reação da direita com a Marcha da Família com Deus pela Liberdade; medo do comunismo
  • Apoio de Jango à manifestação dos marinheiros em 30 de março (sinal de ameaça para a hierarquia militar)

O golpe

  • 31/03/1964: rebelião contra o governo começa em Minas Gerais, ganhando apoio das Forças Armadas e dos governantes de outras regiões
  • Afastamento de Jango da presidência em primeiro de abril
  • Tomada de poder pelos militares, Ato Institucional 1
  • Apoio da imprensa, de alguns setores da classe média e da elite
  • Crença de que o governo militar seria passageiro e o poder voltaria logo para as mãos do povo

Conclusão

  • Momento de instabilidade, república frágil ameaçada entre 1945 e 1964
  • Maior instabilidade após a renúncia de Jânio Quadros
  • Jango desagrada conservadores e a elite com suas promessas de reformas
  • Apoio norte-americano para o golpe
  • Rebelião em primeiro de abril de 1964
  • Ilusão de que o regime militar seria passageiro: “o dia que durou 21 anos”
   

Autor: Letícia Magalhães Pereira

Letícia Magalhães é historiadora e pós-graduada na área de Comunicação e Marketing em Mídias Digitais. Trabalha com crítica cinematográfica e como freelancer.

Copartilhe Este Artigo No